Neurologista CRM 770

O que é a Cefaleia tipo tensão?

Este tipo de dor de cabeça, também conhecido com cefaleia tensional, é muito comum, talvez a mais frequente de todas as cefaleias, até mais que a enxaqueca.

Existem 2 tipos: a episódica e a crônica. No primeiro, a dor dura poucas horas a poucos dias  ao mês. A crônica é aquela do dia a dia, em 15 ou mais dias por mês, portanto diária ou quase e pode chegar a ser constante.

As características da cefaleia tipo tensão ( CTT ) são as seguintes: bilateral ou difusa tomando toda a cabeça; caráter tipo aperto ou pressão, não latejante; intensidade leve a moderada; não piora com atividades físicas de rotina; é mais acentuada ao final do dia; quase[i]  sempre sem náuseas, vômitos, não acentua com claridade ( fotofobia) ou com sons altos ( fonofobia).

É muito comum a pessoa com CTT ter o couro cabeludo sensível, dolorido, incomodando ao pentear, ao palpar, ao encostar a cabeça no travesseiro. Também pode ter pontos dolorosos nos músculos do pescoço e ombros, que doem ao serem palpados  ou  movimentados.

A CTT pode ser concomitante com enxaqueca, assim a pessoa pode ter os 2 tipos de cefaleia. Também pode ser agravada pelo uso abusivo de analgésicos, tornando-se uma cefaleia crônica diária ( ver este assunto em outra parte deste site).

O médico não especialista pode confundir a CTT, principalmente a episódica, com outros tipos de cefaleia, como a enxaqueca, cujo tratamento não ajuda na CTT. Também faz parte dos critérios diagnósticos, excluir outras causas de cefaleia de origem neurológica como tumores cerebrais, para isso podem ser necessários exames complementares.

Sendo a mais frequente das cefaleias, a CTT  incide nos 2 sexos quase igualmente, inicia entre 20 e 30 anos de idade, bastante relacionada com estado emocional e estresse. A sua baixa intensidade permite que a pessoa exerça suas atividades de vida (muitos consideram “dor de cabeça normal”), não faça consultas de emergência, não busque o especialista e se automedique ou receba orientação nos balcões de farmácias.

O neurologista que é o médico indicado para tratar de cefaleias, obtém uma história detalhada da dor de cabeça, realiza exames clínico e neurológico e classifica o tipo de cefaleia. Pode solicitar exames complementares para fechar o diagnóstico. Todos os exames têm que ser normais para confirmar que se trata de uma cefaleia primária, que apesar de séria (faz a pessoa sofrer)  não é grave (não há risco de perdas ou danos).

A melhor abordagem de tratamento é multidisciplinar havendo poucos medicamentos úteis que devem ser escolhidos com muito critério. Evitar uso muito frequente de analgésicos simples ou compostos. Recursos não-farmacológicos são eficazes principalmente fisioterapia analgésica, técnicas de relaxamento, biofeedback e terapia comportamental para dor.

Compartilhe este Post

Related Post

Dissecção de artérias cervicocranianas como causa de Acidente Vascular Cerebral

Uma causa de AVCI que também tem crescido.

Ataques Isquêmicos Transitórios (AIT)

AIT é uma doença vascular cerebral, um dos tipos de acidente vascular cerebral (AVC).

Sintomas Neurológicos depois da Covid-19

Todos sabem que a COVID-19 pode comprometer o sistema nervoso tanto central quanto o periférico.

Deixe uma resposta